bella torre 6
A+ B-
Publicada em 22 de Junho de 2016
Foto:

Cooperuva de Colombo tem nova diretoria e conselho fiscal



Na última segunda-feira, 20, os produtores de uva e vinho do município realizaram uma reunião extraordinária para definir em votação os integrantes que irão compor a diretoria e conselho fiscal da Cooperuva (Cooperativa de uva e vinho do município de Colombo), na sede da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento. “Com a compra de todos os equipamentos de processamento para a fabricação do vinho é de suma importância à organização dos agricultores. Pois, através de cooperativa as despesas de registros e assistência técnica e compras de insumos podem ser distribuídas entres os produtores”, disse o Secretá- rio da pasta, Marcio Toniolo. Com os programas de incentivo a fruticultura - promovido pela Prefeitura de Colombo por meio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento - onde o município subsidia em até 80% o valor da parreira e com a compra de equipamentos para o processamento da fabricação do vinho houve uma necessidade de organização entre os produtores e a Prefeitura, como explica Toniolo. “Percebemos a mobilização dos produtores em se organizar coletivamente sem perder as características da fabricação do vinho colonial. O caminho do cooperativismo é hoje sem dú- vida é a melhor forma para colocar os produtos no mercado diluindo os custos de produção”, ressaltou o secretário. Programa de Incentivo à Viticultura O produtor rural de Colombo pode contar com o subsídio de 80% do valor da muda de parreira de uva (bordo, niágara branca e niágara rosada). Para isso, é necessário que o produtor adquira mais de 100 mudas de parreira e entre no “Programa de Incentivo à Viticultura”. Novos equipamentos Os produtores de vinho de Colombo contam com novos equipamentos para o processamento do vinho. As máquinas proporcionam aumento da produção dos derivados de uva e são disponibilizadas aos produtores de vinho que estiverem com as cantinas regularizadas pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). A Prefeitura de Colombo, por meio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento adquiriu seis máquinas, através de um convênio com o Ministério da Agricultura e com uma contrapartida de recursos do municí- pio, de aproximadamente 45% do valor. “Todo processo da compra desses equipamentos teve seu inicio em 2008, com a assinatura do contrato. Na atual gestão, a pedido da prefeita Beti Pavin foi resgatado esse processo e depois de sete anos conseguimos finalmente comprar todos os equipamentos”, comemora Toniolo. O objetivo das máquinas é realizar todo o procedimento e processo da transformação da uva madura em vinho ou em suco de uva. Ao todo, são nove itens que compõe todo processo proporcionam mais agilidade na produção de vinhos e sucos da fruta, sendo eles: duas desengaçadeiras para separar a uva dos cachos; duas prensas hidráulicas para moer a uva; um filtro para separar as impurezas; um monobloco para fazer o engarrafamento por bombeamento; uma enrolhadeira, uma encapsuladora e uma rotuladora. Nas regiões produtoras de uva é comum a utilização desses equipamentos devido à exigência do MAPA, em relação ao certificado e registro de todo produto industrializado. “O município tem muito a ganhar, pois faz com que os nossos produtores de uva continuem produzindo ainda mais, mantendo as tradições e sua cultura, profissionalizando-se e qualificando seus produtos diante aos órgãos fiscalizadores, tornando nosso município referência na produção de uvas e derivados”, destaca Toniolo.



Mostra Comentarios