bella torre 6
A+ B-
Publicada em 17 de Maio de 2017
Foto:

Mapeamento de focos do Aedes aegypti começa nesta quinta. Agentes usam identificação



O levantamento de criadouros do mosquito Aedes aegypti começa a ser feito em imóveis de Curitiba a partir desta quinta-feira (18/05). Agentes de endemias, vinculados aos dez distritos sanitários da Secretaria Municipal da Saúde, começam as visitas para identificar possí- veis criadouros do mosquito, que transmite dengue, zika e chikungunya. Moradores devem ficar atentos à identificação do agente, pelo crachá, e acompanhar a vistoria no imóvel. O Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti – LIRAa – é diretriz do Ministério da Saúde e faz parte da ação Curitiba sem Mosquito, uma das metas estabeO secretário de Saúde, Giovani de Souza, o prefeito Toninho Fenelon, e o vice-prefeito e secretário de Viação e Obras Públicas, Thiago Bührer acompanharam as obras das Unidades Básicas de Saúde Veneza e Cidade Jardim, do Novo Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) e da UPA Rui Barbosa lecidas pela Prefeitura, com relação ao Aedes. “É importante que moradores permitam a entrada dos agentes e se conscientizem que as visitas ajudam a proteger tanto as pessoas que habitam o imóvel como os vizinhos”, solicitou Tatiana Faraco, coordenadora do Programa Municipal de Controle do Aedes aegypti. O LIRAa fornece mapa das áreas endêmicas de cada município e permite o planejamento de ações de combate ao mosquito. A escolha dos locais a serem visitados é feita por sorteio, em função da densidade populacional e do número de imóveis. O resultado é o índice de infestação do mosquito.



Mostra Comentarios