bella torre 6
A+ B-
Publicada em 10 de Junho de 2019

Curitiba zera a fila para consulta odontológica de atendimento especial



Com uma média de 800 procedimentos realizados por mês, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) zerou a fila de espera de consultas odontológicas para pessoas com deficiência, nos Centros de Especialidades Odontológicas (CEO). Até o início de 2017 os pacientes encaminhados ao atendimento amigo especial aguardavam mais de um ano para iniciar o tratamento. Hoje, a primeira consulta é marcada em até um mês. Cerca de 180 pessoas estavam à espera de atendimento. A estratégia foi a intensificação no número de consultas e melhoria na avaliação e classificação dos casos e o resultado foi alcançado em cinco meses de trabalho efetivo. Para a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, os investimentos destinados à odontologia desde o início da gestão vem trazendo grandes resultados. “Isso mostra que estamos na direção certa. Mas precisamos que a população colabore e não falte às consultas agendadas. Quando não puder comparecer é preciso desmarcar para que outro paciente possa ser atendido”, ressalta. Para evitar que nova fila se forme, a SMS implantou o sistema de telerregulação. Por meio do prontuário eletrônico, um profissional regulador, faz análise dos casos encaminhados e direciona para o agendamento das consultas.



Mostra Comentarios