bella torre 6
A+ B-
Publicada em 15 de Julho de 2019
Foto:

Conhecer os sintomas do infarto reduz os riscos de complicações



As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Curitiba atendem, por ano, mais de mil casos de infarto agudo do miocárdio, popularmente conhecido como ataque cardíaco. Em média são três casos por dia. A maioria deles - 90% - tem boa evolução. E saber a hora certa de procurar um serviço de urgência e emergência pode ser crucial para evitar sequelas e até mesmo a morte. O primeiro sintoma que vem à mente é a dor no peito em forma de aperto. É, de fato, o sintoma mais comum, mas não o único. Em alguns casos, a dor no peito pode nem estar presente para ocorrer um infarto. Sintomas abruptos como náuseas, cansaço, falta de ar,alteração nos batimentos cardíacos, principalmente associados, merecem atenção. Segundo o diretor do Departamento de Urgência e Emergência, Pedro Henrique de Almeida, os sintomas do ataque cardíaco podem parecer corriqueiros ou ser facilmente confundidos com outras causas, mas alguns pontos devem ser considerados. “Eles aparecem de forma repentina e na maioria das vezes vêm acompanhado, por isso a importância identificálos”, explica Almeida. O infarto agudo do miocárdio, é um problema cardiovascular que pode ser fatal ou deixar graves sequelas. Ele é provocado pela interrupção do fluxo de sangue em uma artéria coronária



Mostra Comentarios