bella torre 6
A+ B-
Publicada em 23 de Outubro de 2019
Foto:

Região Metropolitana de Curitiba foi a terceira que mais empregou



A Região Metropolitana de Curitiba foi a terceira que mais gerou empregos formais em 2019, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. Com saldo de 29.043 novos postos, a área que abrange a Capital e outros 28 municípios só perdeu em números absolutos para as grandes São Paulo e Belo Horizonte. Curitiba foi a terceira cidade que mais contratou em 2019. A Região Metropolitana concentra cerca de 30% da população do Estado e ajudou a impulsionar os resultados do Paraná. Foram 59.295 novas vagas formais de emprego entre janeiro e setembro de 2019, crescimento de 2,28% no número de vagas abertas no mercado paranaense em relação ao mesmo período de 2018. Os municípios da Região Metropolitana que mais se destacaram no acumulado de 2019 foram Curitiba (19.697 novos postos), São José dos Pinhais (2.972), Pinhais (1.546), Araucária (1.145), Fazenda Rio Grande (1.085), Colombo (1.028), Campo Largo (675), Rio Branco do Sul (311), Campina Grande do Sul (292) e Almirante Tamandaré (261). Os números do Caged também apontam crescimento proporcional dos empregos nessas cidades em relação ao mesmo período de 2018, com destaque para a Capital (2,91%), São José dos Pinhais (3,36%), Fazenda Rio Grande (7,93%), Rio Branco do Sul (8,08%) e Pinhais (3,95%). A Região Metropolitana de Curitiba também colocou três municípios entre os 100 que mais empregaram no País em 2019: Curitiba, em 3º; São José dos Pinhais, em 35º; e Pinhais, em 96°. “Curitiba e Região Metropolitana mostram tendência de continuidade no crescimento. Isso é resultado do trabalho que está sendo desenvolvido para aproximar cada vez mais as empresas das Agências do Trabalhador e da retomada da confiança na economia, o que é fundamental para manter esses números”, destacou o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.



Mostra Comentarios