bella torre 6
A+ B-
Publicada em 18 de Abril de 2013
O secretário da Fazenda, Marcio Strapasson e o diretor de Compras, Giovane Moreira acompanham o processo licitatório
Foto: João Senechal/PMC

Duplicação acontecerá em 6,5 km que ligará o município a capital do Paraná



A prefeitura de Colombo, representada pelo secretário da Fazenda, Marcio Strapasson e o pelo diretor de Compras, Giovane Moreira, esteve no dia 17, no Departamento de Estradas e Rodagem - DER, na abertura da licitação para a execução de obras na Rodovia da Uva (PR-417).


 
"Fomos acompanhar mais esta etapa do processo que deverá estar finalizado nos próximos dias, para que no começo do 2º semestre, as obras sejam retomadas, para resolver definitivamente o problema do tráfego na região", destacou o secretário Marcio Strapasson.

 
As obras na Rodovia da Uva tiveram um começo no ano de 2010 onde foram executados apenas 15% dos serviços. Mas os trabalhos não tiveram sucesso por conta de problemas com a empresa executora, o que acabou resultando na suspensão do contrato e a realização de um novo processo licitatório e revisão do projeto.
 
O antigo projeto previa investimentos de R$ 11 milhões para a construção, apenas, de mais uma pista. O investimento agora será de aproximadamente R$ 37 milhões porque o novo projeto prevê pistas marginais, ciclovias, novas calçadas com rampas de acesso, além de semáforos e paisagismo em 6,5 km no trecho que compreende Curitiba - Colombo e no subtrecho Contorno Norte de Curitiba - Rua Orlando Ceccon. 

 
A prefeita Beti Pavin, disse que a retomada deste trabalho é fruto da parceria da administração com o governo do estado. "Estamos afinados com o governador Beto Richa que entendeu a necessidade de retomar as obras para melhorar o trânsito e a segurança de todos, como também promover o desenvolvimento da região", destacou.

 
Beti considera a obra uma grande conquista para a população e para os avanços que Colombo precisa. "A rodovia foi construída ainda em 1973, quando tínhamos uma população muito menor que a de hoje, em torno de 215 mil habitantes, o que não atende a demanda e o tráfego existente e principalmente os trabalhadores que dependem do transporte coletivo, a viagem demora muito", considerou.

 
A previsão é de que a duplicação diminua o tempo de viagem e reorganize o tráfego na rodovia, pois em média são 45 minutos para fazer o percurso da Sede da cidade até Curitiba. "Finalmente vamos ter um projeto atualizado, bonito e que vai atender melhor a nossa gente", completou a prefeita.


Mostra Comentarios